Lembrança daquele dia..


Esta é mais uma tentativa de te encontrar. 

Eu sei que escrever uma carta pela internet é como atirar no escuro e talvez eu nunca te encontre novamente, talvez você nunca leia e talvez você nem lembre de mim mas não deixa de ser mais uma tentativa.

Há exatamente dez anos eu estava numa cidade no Interior de São Paulo conhecendo aquele que seria o amor da minha vida. Posso te chamar de amor? Meu amor você foi a melhor pessoa que conheci em toda a minha vida, eu juro.

Muitas coisas aconteceram de lá até aqui. Conheci boas e más pessoas, tive bons e ruins amantes, visitei lugares incríveis, comi do bom e do melhor, tive uma filha.. tudo isso teria sido mais interessante se tivesse sido com você. Minha maior vontade é que você também sinta a mesma coisa por mim, quero ter sido inesquecível pra você também.

Me lembro perfeitamente do dia em que fomos àquela padaria que ficava bem pertinho da casa da minha avó (na verdade era a única padaria da cidade). Não fomos juntos, foi lá que eu te conheci. Estava pedindo para o padeiro que me desse o maior sonho que estivesse lá e você, numa cantada barata, intrometeu-se e disse que você era meu maior sonho. Como você sabia que seria? 

Desse ponto em diante foi tudo muito rápido: eu sorri pra você, ficamos conversando até chegar na minha casa, você pegou meu telefone mas desde já marcou de me ver no mesmo dia, às oito horas, na pracinha da cidade e não teve como negar. Seu sorriso fácil e lindo, sua mão acolhedora e sua voz rouca me domaram.

Durante toda a tarde fiquei pensando em como seria mais tarde. Minha mãe percebeu que alguma coisa tinha acontecido e ficou me sondando enquanto eu arrumava meus cabelos e procurava a melhor roupa. 

Eram sete horas e eu estava pronta. Fiquei quarenta minutos sentada imaginando como aquilo tinha acontecido, pensei até em desistir, achando que estava sendo fácil demais, mas por algum motivo queria muito ir, acho que estava prevendo que seria incrível.

Saí de casa pontualmente às 20h, a pracinha era na frente da minha casa e não queria que você achasse que eu cheguei cedo demais e que estava ansiosa. Até hoje não acredito que você se atrasou no nosso primeiro encontro. Fiquei lá, vinte minutos sentada, disfarçando não estar nem aí, esperando por você. E quando você chegou se desculpando eu disse que também havia me atrasado e estava ali por cinco minutos. Que besteira!




Você sentou ao meu lado, conversamos timidamente por alguns minutos e você me convidou para ir até sua casa. No começo recusei, claro, mas fui convencida quando você me disse que não tinha problema, era só pra conversar e que você morava sozinho. Era raro ver um cara morando sozinho na nossa cidade, você era exceção em todos os pontos.

Chegamos na sua casa e eu não tive tempo para mais nada. Você me agarrou, me pressionou contra a parede e me deu o primeiro e melhor beijo que tivemos. Me levou para seu quarto, nos despiu, me fez sentir o que nunca havia sentido. Um bom amante.

Depois do amor ficamos horas conversando na cama e descobri que temos muito mais em comum do que imaginei. Você é minha alma gêmea. Você dizia que eu era a mais bonita garota que você conheceu e que eu seria a mãe dos seus filhos. Foi delicioso ouvir isso e lembro até hoje de como fiquei tímida quando você me disse. 

Então lembrei que eu deveria voltar para a casa pois ainda era uma bela jovem de dezoito anos. Nos despedimos, você me beijou novamente e disse que me ligaria mais vezes para que repetíssemos tudo aquilo (ou que fosse melhor). Fiquei feliz, te beijei e fui embora sonhando com a próxima vez.

Sonhei por várias noites com você, lembrei de todos os segundos que passei ao seu lado e contei detalhadamente para as minhas amigas sobre como foi ficar com o cara mais incrível que eu conheci na minha vida. Você não me ligou, você mudou-se e não me avisou.

Queria muito voltar no tempo mas como não posso, sonho em que você leia esta carta e me procure. Ainda moro no mesmo lugar, vou todos os dias à padaria e estou na pracinha sempre depois das 20h a sua espera. 

Não acreditava nessas coisas e sei que você pode achar que eu fui mais uma adolescente estúpida que se apaixona pelo primeiro cara. Minhas amigas dizem que você só quis ter uma noite de prazer.. mas se todas as noites de prazer forem assim eu quero somente isso de você também. 

Eu o espero,

Ana.
Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. Adorei kra . linduu *u*

    Bjão , Luh
    s2dreamsofana.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. se tu tem 18 anos, 10 anos atras tu tinha 8, com 8 anos tu já tava beijando e trepando era ?

    ResponderExcluir
  3. leiam tudo é uma carta sobre o que aconteceu no PASSADO e ela tinha 18 anos agora deve ter 28 pq foi escrita há 10 anos atrás

    ResponderExcluir
  4. Pode ser clichê, mas não é plágio.

    ResponderExcluir
  5. Exato Rinaldo. É uma crônica de uma guria que tinha 18 anos há 10 anos atrás.

    ResponderExcluir

Seja bem vindo(a) ao meu blog!

♥ Vou ficar imensamente feliz se você deixar um comentário nesse post. Pode ser uma crítica, dica ou palpite sobre esta postagem ou até mesmo sobre o blog. Sinta-se livre para me enviar um comentário e com certeza irei respondê-lo(a).

♥ Você não precisa ter uma conta no Blogger para comentar. Na caixinha de seleção ao lado de "Comentar como" tem várias opções para você selecionar, dentre elas a opção de comentar como anônimo ou inserindo Nome/URL. Agora não tem desculpa, hein?

♥ Não irei responder xingamentos ou palavras ofensivas. Então, desistam inimigas!

Muito obrigada pela sua visita e não se esqueça de voltar sempre! =D